Design sem nome 5 1

Marketing Para Médicos

Atraia mais pacientes para você ou para sua clínica e seja autoridade em sua especialidade.

 

É muito comum médicos terem receio de colocar em prática estratégias de marketing digital, seja por falta de conhecimento, medo de ser visto de forma negativa ou até mesmo por receio das imposições feitas pelo CFM (Conselho Federal de Medicina).

Mas se você entender como é possível atuar através do marketing digital, com certeza poderá obter excelentes resultados.

Neste conteúdo, você aprenderá:

– Quais são os primeiros passos para iniciar no marketing digital?

– Quais estratégias e canais são mais efetivos para ações de marketing dentro da medicina?

– Como não errar na hora de divulgar seu trabalho

– O que é a regra R.I.B?

– É preciso investir em anúncio?

– Devo contratar uma agência?

 

Quais são os primeiros passos para iniciar no marketing digital?

Abaixo listamos e descrevemos o caminho inicial para que comece sua jornada no marketing digital. Estes caminhos servem não apenas para a medicina, mas para toda área da saúde e diversos outros segmentos. Confira:

 

Tenha seus objetivos bem definidos

“Se você não sabe para onde ir, qualquer caminho serve.”

Essa famosa frase de Lewis Caroll, vale não apenas para o marketing digital, mas para tudo. Definir seus objetivos antes mesmo de começar pode ser a chave para o sucesso.

É preciso refletir e avaliar o que você deseja alcançar para que o plano traçado seja em prol deste ou destes objetivos e para que você consiga mensurar se os esforços realizados, desde tempo até de investimento, estão valendo a pena.

Dentre os objetivos mais comuns, estão: Aumentar o número de pacientes; Aumentar o número de atendimentos particulares; Conquistar reputação e ser referência/autoridade em determinada especialidade.

 

Crie uma boa identidade visual

E nada de pedir para o sobrinho fazer um logotipo para você (risos). Uma identidade visual bem feita é essencial para gerar credibilidade e transmitir sua essência ao público. Neste caso, se não tiver conhecimento para desenvolver essa identidade por conta, contrate um designer ou uma agência para isso.

Com objetivos traçados e identidade visual feita, é hora de explorar o universo do marketing digital e começar a ter resultados!

 

A importância de ter um site

Se você já nos acompanha em outros canais, deve saber nossa opinião sobre site: Ele é fundamental para quase todo segmento e estratégia de marketing digital.

O motivo mais forte para você ter um site é que de tudo que tem na internet, a sua única real propriedade é ele, o restante podemos considerar como espaços alugados. E você não quer construir uma casa em terreno alugado, certo?

Apesar das redes sociais, Google e demais canais serem essenciais para resultados, você não pode ficar dependente deles, ou seja, você deve os utilizar como meio e não como fim.

Além deste motivo, um site vai demonstrar todas as suas especialidades, diferenciais e poderá ser o local onde você alocará boa parte dos seus conteúdos, em um blog, como este que você está navegando agora.

Mas não basta ter um site, ele tem que ser desenvolvido pensando na conversão, ou seja, as pessoas que o acessarem, devem serem estimuladas a agendar uma consulta, cadastrarem-se no newsletter ou até mesmo pedir uma informação.

 

Quais estratégias e canais são mais efetivos para ações de marketing dentro da medicina?

 

O marketing digital oferece um número alto de alternativas para conquistarmos resultados positivos e é preciso explorar essas possibilidades de forma estratégica, avaliando cenários, verba e diversos outros fatores. Mas vamos listar as principais para você:

Google Ads

A curto prazo, talvez seja a estratégia que mais lhe dará retorno.

Imagine uma pessoa que está à procura de um dermatologista e vai ao Google e pesquisa: Dermatologista em São Paulo.

Se você tem sua clínica ou consultório em São Paulo e aparecer nas primeiras posições, as chances desta pessoa entrar em seu site e consequentemente agendar uma consulta, são altas.

Além da rede de pesquisa, existem mais frentes dentro do Google Ads que você poderá aproveitar.

 

Marketing de conteúdo

Mais de 90% das estratégias para o marketing médico são baseadas em marketing de conteúdo. Mas por quê?

Um dos motivos que já falamos, não o principal, são as restrições do Conselho Federal de medicina. Porém, o motivo principal para inserir o marketing de conteúdo em sua estratégia é que quanto mais conteúdo rico você entrega para sua audiência, maior sua autoridade e consequentemente maior a confiança das pessoas em “entregarem” a saúde delas a você.

Com certeza você é excelente profissional e tem muito conhecimento em sua área. Mas é preciso mostrar esse conhecimento para as pessoas que não lhe conhecem.

E atenção para esta dica: Não basta escrever bons conteúdos, é preciso escrever conteúdos que atendam as “dores” das pessoas (que elas realmente queiram receber) e com uma linguagem que elas consigam entender de forma tranquila, sem exagero de termos técnicos.

Pode parecer bobagem, mas o que mais se vê são conteúdos que teriam excelentes resultados, porém que são difíceis de entender para quem é leigo no assunto e com isso não alcançam os objetivos. Sabe como resolver isso? Peça para que alguém próximo a você que não seja profissional da saúde ler seu conteúdo e lhe dê um feedback, isso realmente ajudará a identificar se o texto está de fácil compreensão.

 

Redes Sociais

Existem hoje muitas redes sociais, mas neste caso vamos exemplificar as mais comuns e populares para o segmento: Facebook, Instagram e Linkedin.

São fundamentais para que você alcance autoridade perante seu público e atraia novas pessoas pelos seus conteúdos. Mesmo com as regras impostas pelo CFM, certamente você poderá extrair excelentes resultados se entregar conteúdos de qualidade e que realmente atendem as “dores” da sua audiência.

 

E-mail Marketing

Uma das estratégias mais subestimadas por muitos, mas que tem um papel fundamental para quem realmente quer ter grandes resultados.

Entregue conteúdos para seus clientes diretamente em suas caixas de e-mail, isso com certeza os manterá próximos a você. Além disso, você poderá se comunicar com as pessoas que se cadastraram em seus conteúdos e conforme você fizer isto, mais credibilidade terá e maior probabilidade de conquistar pacientes.

WhatsApp e Telegram

Assim como e-mail marketing, são ferramentas importantes de relacionamento. Não são redes sociais, mas exercem um papel parecido de criar vínculos e proximidade com o público.

Mas atenção: Não as utilize de forma invasiva, enviando mensagens para quem nunca pediu para receber. Crie grupos de assuntos específicos e listas de transmissão ou canais (no caso do Telegram) para levar informações importantes. São canais de comunicação que estimulam um relacionamento forte.

Como não errar na hora de divulgar seu trabalho

O Conselho Federal de Medicina publicou em 2011 a Resolução 1.974/11, que apresenta o Manual de Publicidade Médica, criada com o intuito de orientar profissionais da área de Publicidade Médica a fazerem o uso ético e consciente das ferramentas e plataformas de divulgação.

Agora que você já conhece o básico sobre os principais canais para divulgar o seu trabalho, vamos entender melhor o que pode ou não pode ser feito no meio digital.

 

Os 5 principais erros dos médicos nas redes sociais:

 

  • Utilizar fotos dos pacientes nas redes sociais

Não é porque o seu procedimento foi um sucesso, que você precisa postá-lo nas redes sociais.

O CFM proíbe a divulgação de qualquer imagem e vídeo de pacientes como forma de promover os resultados de seus procedimentos. Mesmo que haja a autorização dos pacientes, esse tipo de prática é vetada nos meios offline e digitais.

 

  • Fazer o uso de linguagem sensacionalista

Na hora de redigir suas postagens atente-se muito ao tipo de linguagem que você irá utilizar, por mais que você seja um excelente profissional, jamais faça o uso de expressões como “O melhor da área”, “O mais capacitado”, “O único que garante os melhores resultados” e outras do tipo.

Esse tipo de expressão é classificada como sensacionalista e vista de maneira não-profissional por toda a comunidade médica.

 

  • Divulgar preços ou oferecer descontos como forma de propaganda

Por melhores que sejam os valores de suas consultas e suas condições de pagamento, quando falamos de publicidade, é proibido a divulgação de preços de consultas, procedimentos, e até mesmo opções de parcelamento médicos.

Expor descontos e preços especiais como forma de promoção ou diferencial de seus serviços também é proibido pelo CFM.

 

  • Realizar o diagnóstico online

Vamos supor você é especializado em cardiologia e que em suas postagens um usuário tenha feito um comentário relatando dores no peito, baseado nisso ele pergunta qual o seu diagnóstico. Como você responderia esse comentário?

Se você respondeu os comentários passando-lhe algum tipo de diagnostico ou recomendação de medicamento, você errou!

Baseado no Conselho de Ética Médica, é proibido realizar qualquer tipo de diagnóstico médico online, isso vale para qualquer área de atuação ou patologia. No exemplo acima, a melhor atitude é orientar o usuário a procurar uma Unidade de Atendimento Emergencial.

 

  • Divulgar material sem identificação profissional

 

O CFM obriga que qualquer tipo de anúncio de material publicitário médico contenha as seguintes informações essenciais para a identificação do profissional:

-Nome completo;

-Número do CRM;

-Área de atuação;

-Especialidade;

-Número do RQE (Registro de Qualificação de Especialização) caso necessário.

É terminantemente proibido realizar qualquer divulgação sem esse tipo de informação.

Existem muitos outros tipos de erros que podem ser cometidos, mas sua grande maioria pode ser evitada se utilizarmos a regra R.I.B. Saiba mais sobre esta regra a seguir:

 

O que é a regra R.I.B?

R.I.B nada mais é que uma regra criada por nós para auxiliar a criação de conteúdo para médicos no meio digital, a letra R representa a Responsabilidade, I Informação e B Bom-senso, entenda abaixo:

R (Responsabilidade): Antes de fazer qualquer tipo de conteúdo é extremamente importante tratá-lo com responsabilidade, afinal, você médico é uma figura de autoridade, então seu conteúdo deve condizer com isso. Utilize sua autoridade como forma de trabalhar a confiança com seus pacientes online, dessa forma você criará um laço muito forte que resultará em engajamento e a criação de uma comunidade fiel de seguidores.

 

I (Informação): Sempre tenha em mente que o principal objetivo de seus conteúdos é levar informação aos seus pacientes, a fim de, estreitar seus laços. Seu conteúdo jamais deve ser feito pensado na venda ou propagando qualquer tipo de desinformação, além de ser irresponsável, essas atitudes afetam sua imagem como um profissional de confiança.

Trabalhe o conteúdo informativo da maneira que preferir, utilizando uma linguagem leve, ou através de conteúdos mais longos e completos, ou fazendo pequenas postagens para serem salvas e compartilhadas posterirormente, enfim, propague a informação da melhor maneira possível.

 

B (Bom-senso): A regra básica para qualquer ação no meio online é BOM-SENSO. Antes de criar o conteúdo, durante o brainstorming ou na hora da postagem, sempre leve em conta o bom-senso, desde a criação de um título, escolha de imagens e etc…

Por exemplo, se sua área de atuação aborda temas sensíveis como: Urologia e Ginecologia, procure tratar e abordar os temas de maneira sutil, afinal esse tipo de conteúdo pode ser bloqueado em determinadas redes sociais caso você utilize colocações ou imagens inapropriadas.

Em caso de comentários de pacientes em suas postagens ou mensagens diretas, seja sempre solicito e gentil mesmo com todos, jamais recomende medicações ou forneça diagnósticos, por mais grave que seja o problema sempre indique a procura de um hospital de pronto atendimento mais próximo. Agora também é possível utilizar recursos da telemedicina, regulamentada através da Lei nº 13.989/2020.

 

Fazendo o uso dessa regra simples você minimiza muito suas chances de erro em grande parte da criação de conteúdo nas mídias digitais.

 

Bom, você chegou até este ponto do conteúdo e deve ter se perguntado: Para que eu utilize da melhor forma todos estes canais e estratégias de marketing digital, será preciso investir tempo e dinheiro ou apenas tempo? Confira a seguir a resposta para este questionamento.

 

É preciso investir em anúncio?

 

E a resposta é: SIM!

Mas aí talvez você tenha algum colega que falou que conseguiu muitos pacientes pelas redes sociais e site sem investimento. E isso pode até ter acontecido, mas a cada dia que passa, as redes sociais e os mecanismos de busca, em especial o Google, ficam mais concorridos e os anúncios são parte fundamental de qualquer estratégia.

Quando falamos em anúncios para marketing médico não falamos de propagandas de antes e depois ou promessas exageradas, isso você já sabe que não é permitido e mesmo que fosse, não seriam as melhores estratégias.

Para você entender a importância dos anúncios, vamos exemplificar um cenário fictício nas redes sociais:

1 – Imagina que você escreveu o seguinte conteúdo: “Como prevenir doenças cardiorrespiratórias” e deseja que as pessoas interessadas em ler este conteúdo, deixem um cadastro.

Ao finalizar o conteúdo, você elabora uma postagem e a divulga em suas redes sociais.

Sem anúncio, esse conteúdo atingirá cerca de 5% das pessoas que te seguem no Instagram e 2% dos que curtem sua página no Facebook (% aproximado, pode ser um pouco maior ou menor) e um pouco a mais através de marcações e compartilhamentos.

Com anúncio, num valor não muito alto, você poderia alcançar todas as pessoas de sua cidade que interagem com conteúdos similares ou relacionados a diversos tipos de características. Consequentemente, tendo um número muito maior de visualizações e possíveis cadastros.

É preciso entender que os mecanismos de buscas e as redes sociais são empresas, e os anúncios são as formas de as tornarem mais e mais lucrativas. Naturalmente, os anunciantes possuem uma vantagem com relação à quem atua apenas de forma orgânica, sem investimento.

E não interprete isto como algo ruim, mas sim como uma oportunidade, pois diferente de outras áreas que já são muito concorridas, com muitos anunciantes, apesar de crescente, os médicos de uma forma geral ainda não investem muito e você poderá aproveitar disto para se destacar.

Devo contratar uma agência?

Se você chegou aqui, é por que considera criar estratégias de marketing digital para você ou seu consultório, certo? Mas eis que surge a pergunta: Contratar uma agência vale a pena?

E a resposta que talvez você não esperasse ler no blog de uma agência, especialista em marketing digital como nós: DEPENDE.

Isso mesmo, depende. Primeiramente é preciso avaliar quais são seus reais objetivos com o marketing digital, por exemplo: Se a sua intenção é utilizar as redes sociais apenas como meio de comunicação com seus pacientes, talvez não justifique o investimento com uma agência. Se, por outro lado, você pretende aumentar o número de pacientes, se tornar autoridade em determinado campo, ou se tem uma clínica com diversas especialidades e precisa nutrir de pacientes todos os profissionais, vale a pena considerar a contratação.

E não é que apenas uma agência consiga desenvolver este tipo de trabalho, não mesmo. Eu mesmo já vi profissionais de diversas áreas atuando melhor que muitas agências. Mas aí entram dois pontos:

– O primeiro é a escolha de uma agência capacitada para o trabalho. Para saber quais critérios avaliar na contratação, acesse nossa matéria: Como escolher uma agência de Marketing Digital.

– O segundo ponto é algo muito importante: Vale a pena você dedicar um tempo elevado e de forma constante de estudos sobre Marketing Digital e aplicá-lo (e acredite, terá que estudar bastante) sendo que poderia utilizar este tempo para se aprimorar ainda mais em sua área?

Este segundo item é uma avaliação extremamente importante. E apesar de parecer que a resposta será sempre “Claro que não vale a pena”, muitas pessoas gostam do marketing digital e investirão este tempo e terão resultados. Então não há certo ou errado, apenas avalie e tome a decisão correta!

Conclusão

Em resumo, o marketing digital é uma ferramenta de possibilidades infinitas, com ele podemos alcançar públicos de forma segmentada que jamais conseguiríamos utilizando os métodos de mídia tradicional. Mas é claro que como qualquer ferramenta de divulgação eles possui seus pontos de atenção pois a resposta do público é rápida e direta.

Sabendo trabalhar o marketing digital da maneira correta você dará um enorme passo em direção ao sucesso.

Continue em nosso site e aprenda a como gerenciar os seus perfis nas redes sociais, ou se você se interessar mais, que tal entender um pouco mais sobre como ganhar dinheiro convertendo clientes através do Copywriting.

SEPARAMOS ALGUNS ARTIGOS SEMELHANTES...

Como uma clínica veterinária especializada em felinos conquistou mercado e se tornou uma das grandes referências em São Paulo
A MEDCAT é uma empresa que nos orgulhamos muito em...
Instagram Stories: tudo o que você precisa saber para ter sucesso com a ferramenta.
Como o stories podem te ajudar a melhorar seu engajamento...
O que mudou no marketing digital após a pandemia?
Se você acompanha o marketing digital e sua atuação dentro...